Topo
Prefeitura Municipal de Quixadá
TAMANHO DA FONTE: A+ A A-
Contraste

Notícias

Quixadá recebe certificação de participação no curso Justiça Restaurativa e Construção de Paz & Mediação Escolar

A Prefeitura de Quixadá, por meio da Secretaria de Educação, participou na manhã desta quinta-feira (04/07), da cerimônia de certificação dos facilitadores de círculos de Justiça Restaurativa e Construção de Paz & Mediação Escolar.

O evento, promovido pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), Vice Governadoria e Projeto Contexto, foi realizado no auditório da Procuradoria Geral de Justiça e contou com a presença de mais de 60 técnicos em Educação de todo o Ceará.

A psicóloga e professora, Elenilda Nascimento e a professora Rose Sousa, receberam a certificação da participação na capacitação em círculos de justiça restaurativa e construção de paz, que é constituída de 40 horas de prática, teoria e vivencial, mais 20 horas de intervisão presencial e online. Quixadá e outros 41 municípios do Ceará mantêm Célula de Mediação Escolar.

Com a certificação, as professoras estão aptas para transmitir os conhecimentos adquiridos para os demais educadores das escolas da rede municipal de ensino de forma a multiplicar a filosofia da justiça restaurativa e da cultura de paz, na prevenção da violência no ambiente escolar.

Conforme informou a professora Elenilda Nascimento, desde o início do Acordo de Cooperação para Mediação Escolar, em 2017, com a primeira etapa da formação em Círculo de Construção de Paz, Quixadá já realizou aproximadamente cerca de 180 círculos de paz, abrangendo o ambiente escolar e institucional. “Pautamos os valores utilizando o diálogo como ferramenta nos encontros e dando oportunidade dos participantes falarem dos seus sentimentos e consequências sofridas. A meta é alcançar a reparação dos danos relacionais, atuando nos moldes para uma cultura de paz”, disse ao enfatizar que a segunda etapa da formação tem como foco a mediação de conflitos na educação. A professora ressalta a importante parceria institucional com a Unicatolica e FECLESC.

Sobre os Acordos de Cooperação para Mediação Escolar, o promotor de Justiça e coordenador do Caopije, Hugo Mendonça, ressaltou a importância das instituições e a sociedade civil terem a consciência de que, para uma sociedade mais fraterna, harmônica e pacífica, não basta a melhoria dos índices de educação intelectual. É necessário que as pessoas sejam ensinadas a lidar com conflitos. Segundo o membro do MPCE, quando se lida com conflitos sem agir com violência, sem impor a própria vontade, respeitando o outro, são desenvolvidas todas as competências socioemocionais.

Ao final, foram entregues os certificados dos cursos. Participaram do evento membros, servidores e colaboradores do MPCE; prefeitos; secretários estaduais; secretários municipais; técnicos e técnicas da Secretaria de Educação e das Células de Mediação Escolar e demais convidados. A atividade foi promovida em sinergia com o “Projeto Mediação Escolar” do MPCE, com a Vice Governadoria do Estado do Ceará e a Seduc, que são parceiros dessa iniciativa junto com as organizações que compõem a Plataforma Educação Marco Zero, realizadoras do Projeto Contexto: Educação, Gênero, Emancipação, uma ação cofinanciada pela União Europeia.

*Com informações – MP-CEARÁ

 

 

Gostou? Compartilhe:

Acesso Rápido

Final de página