Topo
Prefeitura Municipal de Quixadá
TAMANHO DA FONTE: A+ A A-
Contraste

Notícias

Pulverizadores costais auxiliam o combate ao Aedes Aegypti em Quixadá

Febre alta, dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações, fraqueza, náuseas e vômitos, infelizmente são sintomas conhecidos da população quixadaense. Em 2016 o município viveu uma epidemia de Dengue e Chikungunya.

Para que a situação não volte a se repetir, a Secretaria Municipal da Saúde de Quixadá intensifica ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

As equipes dos agentes de endemias estão em campo desde o primeiro dia útil do ano. Neste período foram realizadas quase 15 mil visitas domiciliares na sede do município. As visitações ocorrem também aos sábados na zona rural, onde já foram beneficiados os distritos de Juá, Custódio e Daniel de Queiroz, os próximos serão Dom Maurício e Tapuiará.

Nas residências os agentes fazem a inspeção e o tratamento químico em recipientes que acumulam água, além da educação em saúde, telamento e o controle biológico com peixamento.

Existem ainda as chamadas “Visitas Pontuais”, são 14 pontos estratégicos visitados duas vezes ao mês no município, como borracharias, sucatas, oficinas e outros.

A partir da notificação de casos suspeitos ou incidentes é feito o bloqueio na região onde reside o paciente através do trabalho de pulverização com a Bomba de Ultra Baixo Volume Costal (UBV).

Para a secretária de Saúde, Juliana Câmara, é imprescindível que a população contribua com as ações. “Sem a participação de todos, nós não vamos conseguir vencer a luta contra o mosquito, por esse motivo eu conclamo aos quixadaenses a ficarem atentos para eliminar qualquer risco de proliferação”, ressaltou a secretária.

Gostou? Compartilhe:

Acesso Rápido

Final de página